Esteio protagoniza o maior movimento em defesa da Previdência Social do Rio Grande do Sul

Atividade finalizou chamando para mobilizações desta sexta-feira (31) e greve geral dia 28 de abril

A noite desta quinta-feira (30), quatro deputados federais, um deputado estadual e dezenas de entidades sindicais, juventude e sociedade civil se manifestaram contra a reforma da previdência e trabalhista no Plenário da Câmara de Vereadores de Esteio. Mais de 400 pessoas participaram da atividade e sua grande maioria assinou uma moção de repúdio à PEC 287. A Audiência foi promovida pela Frente Parlamentar e Comitê Popular em Defesa da Previdência Social e Pública organizados em Esteio. Segundo o Presidente da Frente, vereador Leo Dahmer (PT), os objetivos da Audiência Pública, de levar o tema ao debate da comunidade esteienes, foram cumpridos. No entanto, o parlamentar reforça a necessidade de manter a mobilização em todas as cidades para resistir e desarticular as medidas engendradas pelo governo ilegítimo contra os trabalhadores. A Frente Parlamentar também é composta pelos vereadores petistas Márcio Alemão e Luiz Duarte.
A Audiência Pública iniciou com uma apresentação técnica feita pela Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (ANFIP), que denunciou uma farsa na propaganda do governo ao afirmar déficit na previdência. O representante da ANFIP, Paulo Corrêa Rodrigues apresentou planilhas técnicas que comprovam a tese que subsidiou a justiça impedindo o Governo Federal de manter a propaganda mentirosa, com medidas que favorecem os setores do mercado financeiro, em detrimento da fatia mais vulnerável economicamente do nosso tecido social. Além do malabarismo para enganar a sociedade brasileira, Paulo trouxe a informação dos volumes bilionários que foram desviados da previdência para grandes obras, tais como a Transamasônica, entre outras. Recursos que foram bancados pela previdência e que não retornaram para o fundo. O técnico representante da Anfip também falou sobre o fluxo atual de recursos da previdência, que se não for desviado é superavitário. Os desvios que passaram para 30% na Desvinculação de Recursos da União (DRU), somados com a conivência da dívida de grandes devedores, entre eles Bradesco e Itaú, que não estão sendo acionados acaba causando a distorção nos cálculos apresentados pelo Governo.

Após a apresentação, os deputados federais petistas Dionilso Marcon, Elvino Bohn Gass e Maria do Rosário fizeram uma defesa da Previdência Social e Pública, juntamente com o deputado federal Pompeu de Matos do PDT. A atividade também contou com a participação do deputado estadual Nelsinho Metalúrgico, lideranças sindicais e de partidos políticos. Todos tiveram oportunidade de manifestação que serão sistematizadas pela Frente Parlamentar e disponibilizadas nos espaços institucionais de comunicação da Câmara de Vereadores de Esteio.
As comunidades das escolas estaduais Bernardo Vieira de Melo, Caetando Gonçalves da Silva e José Loureiro da Silva e a escola municipal Osvaldo Aranha participaram ativamente. A Audiência Pública contou com a participação de representantes da CUT, Sindipolo, Sindicato dos Metalúrgicos de Canoas, Sindiagua, 27º núcleo do CEPERGS, PC do B, PSOL, DCE Ulbra, Sindicato dos Metalúrgicos de São Leopoldo, Movimento Esteiuo da Esquerda e outras entidades que atenderam o chamado de mobilização e se integrarão ao Comitê Popular em Defesa da Previdência Social organizado em Esteio.

Os encaminhamentos, tais como a moção de repúdio à PEC 287, devem ser formalizadas na próxima sessão da Câmara de Vereadores pela Frente Parlamentar em Defesa da Previdência, prevista para a próxima terça-feira (04). No encerramento da atividade o vereador Leo Dahmer informou que o movimento em defesa da previdência deve tomar um rumo maior, em virtude da amplitude do ataque aos direitos dos trabalhadores e ao Estado Brasileiro. “Devemos formar uma frente parlamentar para defender os serviços públicos, que estão sofrendo um brutal ataque das políticas de estado mínimo, que afetam o povo brasileiro ao defender interesses econômicos internacionais. Informou também que, nesta sexta-feira(31), todos estão convidados a participar das mobilizações que preparam para a grande greve geral marcada para o dia 28 de abril”, finalizou Leo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *